Transposição em Custódia é paralisada e operários denunciam descaso e humilhação

Cerca de 150 trabalhadores do trecho da transposição de Custódia, no Sertão de Pernambuco, do chamado lote EBV 04, São Francisco Leste, no distrito da Maravilha, daquele município, sob a administração das empresas Paulista e BSF, sentiram-se mal, depois de ingerirem o almoço. Mais de 150 operários foram levados para o Hospital de Custódia, com intoxicação alimentar.
http://i1.wp.com/www.tribunadomoxoto.com/images/LK.jpg?w=860
Diante do fato, os trabalhadores denunciam que não são respeitados em seu local de trabalho, e paralisaram a obra. Naquele trecho existem cerca de 500 empregados, os quais, segundos eles, trabalham em condições precárias, pois além desse tipo de alimentação que é servida, todos têm que conviver com humilhações por parte de alguns “chefes” que se acham “donos do mundo” e que por isso maltratam os trabalhadores, cidadãos brasileiros, honestos, que buscam apenas cumprir com a sua obrigação e como arrimo de família, oferecer uma vida melhor para o seus.
http://i2.wp.com/www.tribunadomoxoto.com/images/FS.jpg?w=860
De acordo com o Tribuna Moxotó, os operários paralisaram a obra da Transposição em Custódia e espera simplesmente ter seus direitos restabelecidos, alguns foram ameaçados e até podem perder seus empregos. “Fomos sim ameaçados, temos que aguentar tudo calado para não perdemos os nossos empregos. Mas agora não, agora vamos mostrar que temos força. Aqui está tudo paralisado, eles têm que nos dar condição e oferecer qualidade no nosso dia a dia no trecho. Somos homens, não somos bichos”, disse um dos operários.