Trabalhadores da Transposição Rio São Francisco, em Floresta, ameaçam parar a obra em protesto ao não cumprimento de direitos trabalhistas

Trabalhadores do Eixo Leste da Transposição do Rio São Francisco, em Floresta, ameaçam parar as atividades nesta sexta-feira (24), por tempo indeterminado. Eles reclamam que esperam há dois meses pelo reajuste do cartão alimentação, que para ter sido reajustado em dezembro do ano passado. A polícia já foi acionada para acompanhar o ato.

 

De acordo com representante do CIPA (que representa a categoria), são cerca de 300 trabalhadores, a maioria da região, que estão sendo prejudicados e ignorados pelos encarregados da obra, os quais não dão nenhuma satisfação quanto aos direitos dos trabalhadores. O ato pode atrasar a obra, que segundo o Ministério da Integração, falta apenas 4% para ser concluída. Depende da empresa responsável atender ao pleito dos operários.

Recentemente mostramos que os operários enfrentavam situações degradantes, sem equipamentos adequados de trabalho, no canteiro de obras.