TCE nega recurso e mantém débito de mais de R$ 370 mil a ex prefeito de Serra Talhada

O Pleno do Tribunal de Contas de Pernambuco (TCE-PE) analisou recurso da defesa do Ex-prefeito de Serra Talhada, o médico Carlos Evandro, referente ao exercício financeiro de 2007, terceiro ano de seu primeiro mandato. Os argumentos foram aceitos e o débito (relativos a repasse indevido a INTERSET) caiu de R$ 500 mil para R$ 370.234,07.

Postagem do Blog do Nill Júnior, dessa sexta-feira (17), afirma que o ex-prefeito, “inconformado, interpôs os presentes Embargos de Declaração alegando, inicialmente, sua tempestividade, para, no mérito, sustentar omissões e contradições existentes na decisão embargada”. Porém, o TCE manteve os demais termos do Acórdão punindo o ex-prefeito.

Carlos Evandro permanece na lista de “fichas sujas”. Além de contas rejeitadas pelo Pleno do Tribunal de Contas e Câmara de Vereadores do Município, ele apareceu também na recente lista do TCU e dívida ativa do município, após ofício do MPPE à Prefeitura.