Soraya Morioka entrega prefeitura de Flores com contas quitadas e mais de R$ 2 milhões em caixa. Em Floresta Rorró diz que deixou mais de R$ 9 milhões

A ex-prefeita de Flores, Soraya Morioka, foi uma das gratas revelações da política pajeuzeira neste ciclo de gestores públicos do quadriênio 2013/2016. Administrou para todos e saneou as contas públicas encontradas em frangalhos em 2013, e deixou R$ 2.293.048,91 nos cofres da Prefeitura.

 

Até o dia 31/12, com muito esforço e controle financeiro conseguiu pagar todas as folhas de pagamento de pessoal, aposentados e pensionistas e quitou todos os débitos com os fornecedores. Vele destacar a referência do Tribunal de Cotas do Estado que classificou a gestão da republicana em 9º lugar no Estado e como a gestão mais transparente do Sertão do Pajeu; conquistou o Selo Unicef-Município Aprovado 2013/2016; fez rateio de recursos do Fundeb para os professores (14º salário); e respeitou plenamente a LRF.

 

O mais sacrificante para a sua gestão foi o compromisso assumido e cumprido de pagar débitos deixados por gestões anteriores que chegaram a cifras milionárias de R$ 4.796.572,25, isso em meio a maior crise financeira do país e a maior estiagem dos últimos tempos no Nordeste.

 

Extratos financeiros, assinados por Contador, Tesoureiro, Secretário de Finanças para prestação de contas à população florense foram encaminhados aos órgãos de Controle como o TCE/PE e ao MP/PE.

Rorró, kaio e gatão

Em Floresta, a ex-prefeita Rorró Maniçoba fez prestação de contas de todas as ações desenvolvidas nos seus oito anos de gestão e afirmou que deixou disponível para atual administração municipal (Ricardo Ferraz), mais de R$ 9 milhões para serem utilizados em infraestrutura, educação e saúde. Recursos capitados por Rorró Maniçoba, mas que só foram liberados neste fim de mandato.

“É preciso investir mais, não há dúvidas sobre isso. Mas, certamente, com todo esse dinheiro garantido, é possível, desde já, fazer uma boa administração”, ressaltou Rorró Maniçoba durante discurso de despedida e posse de Ricardo Ferraz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *