Sinpol acredita que escândalo de corrupção da Arena contribuiu para a crise no governo de PE

É com imensa tristeza e profunda indignação que o Sinpol, Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco recebe a notícia de que a Polícia Federal deflagrou a Operação Fair Play para apurar suposto superfaturamento na construção da Arena Pernambuco, bem como possível favorecimento à Construtora Odebrecht para vencer a licitação para construção do empreendimento.

 

Num momento de crise econômica e política pelo qual passa nosso país, onde vemos os escândalos de corrupção atingirem patamares de bilhões de reais do povo brasileiro desviados para os bolsos de politiqueiros e grandes empresários corruptos, verdadeiros saqueadores da nação, recebemos a notícia de que, em Pernambuco, a dinastia política capitaneada pelo ex-governador Eduardo Campos comunga das mesmas práticas da velha política que outrora ousou dizer que repugnava.

A diretoria do Sinpol não se espanta com a divulgação de que, à época, tanto o prefeito do Recife, Geraldo Júlio, quanto o governador do Estado, Paulo Câmara, estivessem a frente do Comitê Gestor de parceria Público Privada, do qual nasceu a Arena Pernambuco. O que espanta são esses mesmos “gestores” hoje comandando os executivos municipal e estadual, após oito anos de participação efetiva no alto escalão do governo Eduardo Campos, onde diziam que Pernambuco nadava num mar de crescimento vultuoso, hoje virem a público dizer que o Estado não tem recursos para implementar as melhorias urgentes na saúde, na educação e na segurança pública e que não podem atender as demandas dos servidores destas áreas.

Lembramos que quando se investe nestes setores não se investe no servidor público simplesmente, mas sim no povo pernambucano, o verdadeiro destinatários de tais serviços. Talvez a falta de dinheiro para esses setores essenciais da sociedade se dê por causa das “Arenas Pernambuco” espalhadas em todas as obras do governo Estadual. Deve ser por isso que não se investe na Polícia Civil para que ela permaneça sucateada e impossibilitada de investigar e apontar os autores responsáveis pelos focos de corrupção dentro de nosso estado e que lesam o povo de Pernambuco.

O SINPOL continuará nas ruas denunciando o descaso com a segurança pública, com os servidores e com o povo, pois, não nos calaremos nem deixaremos que os cidadãos pernambucanos sejam continuamente roubados por quem tem, por obrigação, que cuidar das pessoas dando serviços públicos de qualidade. DIRETORIA DO SINPOL