Sindicato dos Bancários protesta contra as demissões do Banco Bradesco em Pernambuco

O Sindicato realiza hoje, 15, a partir das 10hs, durante o dia inteiro, atividades em denuncia contra o Bradesco nas agência de Abreu e Lima, Igarassu, Itapissuma e Paulista. O secretário de Bancos Privados do Sindicato, Adeílton Filho, ressalta que a entidade está em mobilização permanente em defesa dos empregos dos funcionários do Bradesco e do HSBC.

“O Bradesco nega essa onda de demissões, mas os números oficiais são indiscutíveis. Em Pernambuco, ainda encaramos um perfil dos demitidos: a maioria deles têm décadas de dedicação ao banco. E, para obter ainda mais lucro, o Bradesco os demite sem qualquer reconhecimento do trabalho deles”, denunciou Adeílton.

Dos funcionários demitidos em Pernambuco, 11 têm 30 anos ou mais de trabalho no Bradesco, cinco têm de 20 a 29 anos e quatro têm de 10 a 19 anos. Neste ano, em Pernambuco, o Bradesco já demitiu 38 bancários. E em todo o Brasil, quase 1.500 funcionários.

Adeílton Filho reforça que os problemas enfrentados pelos funcionários dos dois bancos estão diretamente relacionados. “Os funcionários do Bradesco estão sendo demitidos para que os do HSBC sejam incorporados com o máximo de lucro possível. Estes, por sua vez, estão sofrendo assédio moral e pressão permanente para atingir metas sob ameaça de também serem demitidos”, conta. “A luta desses trabalhadores é uma só”, completa Adeílton.