Serra Talhada culpa outros municípios e Afogados falta de repasse dos governos pelo não funcionamento do SAMU

Acentral do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) não passa de um “elefante branco” encontra-se desde dezembro do ano passado sem qualquer funcionalidade . Mesmo com as instalações prontas, ambulâncias e o pessoal treinado, ainda não há previsão, por parte da Prefeitura de Serra Talhada.

Segundo o secretário adjunto de saúde de Serra Talhada, Aron lourenço, outros municípios da região ainda não providenciaram a comunicação via rádio amador  que será instalada na central para o contato com os demais postos do Samu. A falta de funcionamento da Central do Samu em Serra Talhada afeta também outros municípios da região. Entregue no dia 20 de março do ano passado (2014) a ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Afogados da Ingazeira ainda não está servindo a população do município como é pra ser.

A ambulância foi entregue pelo ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos, quando esteve na cidade de Serra Talhada em 2014 inaugurando a UPAe daquele município. O veículo aparentemente está servindo para desfilar pelas ruas da cidade como ocorreu na última sexta-feira quando aconteceu um desfile com os veículos da prefeitura adquiridos pela atual gestão.

Mas ambulâncias do Samu que foram entregues e que não entraram em funcionamento na região é que está dependendo da regulamentação da unidade em Serra Talhada. Enquanto isso os veículos parados ficam em garagens pagas pelos municípios que já passam por dificuldades financeiras.

A Prefeitura de Afogados emitiu uma nota sobre a participação de ambulância do SAMU em desfile da frota:

1 – Se o serviço 192 ainda não está funcionando não é por responsabilidade da Prefeitura de Afogados da Ingazeira, uma vez que a central de regulação, em Serra Talhada, ainda não está em funcionamento por conta da falta de verba Federal e Estadual;

2 – De nossa parte, todos os compromissos assumidos foram devidamente cumpridos: contratação e treinamento da equipe que irá atuar no SAMU, e instalação de uma base da unidade móvel no centro de Afogados, mais especificamente na unidade de saúde Mandacaru;

3 – Embora não esteja funcionando através do serviço 192, a ambulância já está atendendo a população nos eventos organizados pela Prefeitura, a exemplo da 11ª Expoagro, quando a ambulância esteve de plantão no local, realizando DIVERSOS atendimentos.

4 – Se ela foi adquirida em convênio com o Ministério da Saúde nesses dois anos e meio de gestão do Prefeito José Patriota, não faria sentido excluí-la da relação de 26 veículos e máquinas que foram apresentados e que já estão prestando relevantes serviços aos afogadenses, nas mais diversas áreas, como transporte de pacientes, recuperação de estradas, pavimentação de ruas, transporte de estudantes, dentre outros.

5 – Por fim, entristece-nos ver que diante da relevância do assunto, e da importância em termos ampliado enormemente a nossa frota, o blog tenha abordado uma questão menor e de nítido teor político-eleitoral, para transmitir aos seus leitores.

A central do Samu nasceu ainda na gestão do ex-prefeito Carlos Evandro. O governo Luciano Duque garante que já fez a sua parte no empreendimento e transfere a responsabilidade pela demora na entrega do Samu para outros municípios.

Mas as informações parecem desencontradas, a prefeitura de Afogados informou na nota que acabamos de ouvir que o Samu de Serra Talhada não está em funcionamento por conta da falta de verba Federal e Estadual, pois a obra é tripartite,

Por outro lado, o secretário adjunto de saúde da capital do xaxado, conforme também colocamos no início, afirmou que o serviço não funciona devido o impasse com outros municípios sobre a forma de comunicação via rádio amador que será instalada na central. Quem está com a verdade?