Serra Talhada confirma três casos de microcefalia. Confira os números atualizados no Sertão

A Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE) divulgou esssa semana um novo boletim com números atualizados de casos notificados de crianças com microcefalia em Pernambuco. Já foram 1.546 casos notificados no estado, de 1º de agosto até 13 de fevereiro, sendo que 184 já tiveram o diagnóstico confirmado da malformação.

 

No Sertão pernambucano, algumas cidades tiveram o aumento no número de casos, comparando o boletim desta terça (16) com o último divulgado em 4 de fevereiro. As epidemias de dengue, chikungunya e zika vírus elevou em 238,9% o número de atendimentos na emergência a adultos e crianças no Hospam, em Serra Talhada. O município tem três casos confirmados de microcefalia e 18 notificações.

Os dados preocupam a direção, porém na emergência pediátrica é ainda mais alarmante, com o acréscimo de 461 atendimentos de crianças no mesmo período, o que corresponde a elevação de 173,9% de procura de pacientes na pediatria da unidade..

Petrolina passou de 11 casos e um óbito de feto registrado para 13 casos. Este número é contestado pelo município que afirma que teve dez casos.

 

O município de Exu registrou aumento  de 12 para 13 casos e Parnamirim teve um aumento de 6 para 7.

 

Mantiveram a quantidade de casos, Ouricuri que segue com 20, Salgueiro com 8 e Araripina com 11. Já Serrita e Trindade permaneceram com 7, Bodocó com 6 e Ipubi com 5 casos. Moreilândia, Santa Cruz e Santa Maria da Boa Vista continuam com 4. Santa Filomena e Cedro permanece com 2 e os municípios de Cabrobó, Orocó, Granito e Terra Nova seguem com um caso da malformação.

 

A microcefalia é uma malformação em bebês com perímetro cefálico igual ou menor a 32 centímetros. De acordo com a Secretaria estadual de saúde foi encontrada uma relação de 34 casos de microcefalia no estado com o vírus da zica, que é transmitido pelo mosquito Aedes aegypti.