“Sentia-me dividido”, diz padre que pediu afastamento do ministério no sertão de Pernambuco

O ex-pároco florestano Edson Fernando, também conhecido como Padre Nando, emitiu uma nota oficial sobre as razões que o levaram a pedir o afastamento do ministério à Diocese de Floresta, no Sertão de Pernambuco. O caso ganhou grande repercussão na comunidade local e nas redes sociais no início do mês de abril.

“Sentia-me dividido entre o amor ao ministério presbiteral e o amor a uma mulher que conheci quando trabalhei na Paróquia de Petrolândia-PE em 2015.  Daqui para a frente, espero que eu possa me realizar como um bom esposo e um bom pai, colocando em prática os valores nos quais sempre acreditei e procurei ensinar.“, explicou Edson em uma nota oficial de esclarecimento neste sábado (22).

Leia o texto na íntegra abaixo:

Querido povo de Deus!
Ainda uma feliz páscoa para todos!

Depois de quinze anos, três meses e dezoito dias exercendo o Sacramento da Ordem, no grau do Presbiterado, em conversa com Dom Gabriel, Bispo diocesano de Floresta-PE, apresentei-lhe o meu pedido de afastamento do ministério. Sentia-me dividido entre o amor ao ministério presbiteral e o amor a uma mulher que conheci quando trabalhei na Paróquia de Petrolândia-PE em 2015. Durante aquele período, só se fortaleceu a amizade entre nós. Não tivemos nenhum envolvimento além disso. Ao ser transferido para a Paróquia de Jatobá-PE em 2016, imaginamos que a distância iria enfraquecer os nossos vínculos afetivos, coisa que não aconteceu. No meio de tudo isso, os dias se passavam e, ao mesmo tempo, crescia dentro de mim a consciência de que não podia dividir minha vida de padre com essa experiência afetiva, seria uma total incoerência de minha parte, como cristão, e um desrespeito ao povo de Deus. Então, foi-me concedida uma suspensão provisória do ministério. Sou consciente de que será uma nova experiência na minha vida. Realizei-me bastante como Padre servindo com amor a Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo. Daqui para a frente, espero que eu possa me realizar como um bom esposo e um bom pai, colocando em prática os valores nos quais sempre acreditei e procurei ensinar. É profundo também o meu desejo de fazer feliz a pessoa que divide essa nova vida comigo. Agradeço a todos, de coração, pelo amor e o carinho que compartilhamos e peço encarecidamente que rezem por mim e que, em nenhum momento, se deixem abalar, enfraquecer na fé, porque a maior razão de nossas vidas se chama Jesus Cristo. Peço perdão pelas minhas inúmeras falhas, inclusive por ter tomado essa decisão. Se decepcionei, magoei ou escandalizei alguém, peço mil desculpas, pois essa não foi, não é, nem tão pouco será minha intenção. Quero continuar amando a minha Igreja, agora de um jeito diferente. Continuaremos unidos na oração e na caminhada, tendo sempre presentes o amor a Jesus Cristo e a intercessão de Maria Santíssima. Que nossa amizade se fortaleça cada vez mais. Clamo a bênção de Deus sobre todos.

Via Blog do Elvis/NE10

2 comentários

  • Mara

    Parabéns padre você foi mais homem, do que muitos machões que tem por ai,
    Assumiu esse amor, onde tem muitos homens que morre e não assume.

  • Nando muito boa a sua decisão, foi melhor que a de muitos de mundo a fora, que além de cometer o sacrilégio e ate pior pedofilia, se escondendo por traz da batina, a santidade do casamento não te afasta de DEUS, e nem impede de você ser um ministro da palavra, um pastor de grandes rebanhos para Jesus Cristo o Nosso Senhor, em nossa congregação em campinas SP, Temos um caso desse, Um homem que estava estudando para ser padre prestes a assumir o ministerio, se licenciou casou-se, hoje tem uma família maravilhosa e continua ministrando a palavra de Deus, é um Pastor abençoado que ganha vidas para Jesus, Que o Senhor te abençoe e te encha de sabedoria, e uma família abençoada e filhos em nome de Jesus.