Sebastião diz que não tem aliança com PT de Duque e que pode ser o candidato do PR na eleição deste ano

O deputado federal Sebastião Oliveira finalmente quebrou o silêncio e na manhã desta sexta-feira (1º), informou ao blog Farol de Notícias de que não há qualquer possibilidade de aliança do seu grupo com o PT do prefeito Luciano Duque.  Segundo informações, o gestor não quis deixar o PT por outra legenda.

A peleja da aliança vem se arrastando já há algum tempo e tinha entre os seu principais defensores o irmão de Sebastião o advogado Waldemar Oliveira.

Para Sebastião, as negociações só aconteciam porque “foi o prefeito que buscou esse diálogo“, disse Sebá e acrescentou que outras pessoas da militância do PR também queriam esta aliança, “em respeito a estas pessoas eu resolvi dialogar…mas não deu“, disse ele.

Ele frisou de que não tem como se alinhar ao PT, “isso me descaracteriza, e o prefeito se recusou sair do PT, inclusive foram oferecidos três legendas a ele, mas não teve acordo“, declarou Sebá.

Segundo Sebastião, agora é hora de turbinar a candidatura do PR e não descarta ser o seu nome o que vai encabeçar a chapa republicana. “Agora, vou estudar a possibilidade de entrar na disputa. A legislação mudou e tenho até o mês de junho decidirei. O PR terá candidato que poderá ser eu ou o Fonseca”.

Para analistas políticos agora é correr atrás, pois o comportamento de Sebastião culminou por ‘esfacelar’ e dividir a oposição, que hoje já se apresenta com outro bloco. A pulverização da campanha acaba por beneficiar o prefeito Luciano Duque. Para os políticos, Duque soube mexer as pedras e alcançou seu intento.

Em tom de brincadeira comentam a data do anuncio de Sebastião: “exatamente no dia 1º de abril, dia da mentira“.