Projeto São Francisco leva informação a moradores em áreas de influência da obra no Sertão

O trabalho de levar informações à população que vive em áreas de influência do Projeto de Integração do Rio São Francisco chegou a mais de 500 cidadãos nas duas últimas semanas. Cerca de 200 moradores de 10 vilas produtivas rurais participaram de capacitações promovidas por equipes do Ministério da Integração Nacional. Já as atividades de Comunicação Itinerante alcançaram 298 pessoas, com apresentações sobre a execução da obra e dos programas ambientais, mostras fotográficas e debates.

A rotina de capacitações é um quesito importante do Projeto São Francisco e beneficia famílias já reassentadas em vilas produtivas rurais ou que ainda serão contempladas. O objetivo é garantir a reinserção delas e a organização socioeconômica da comunidade. Os treinamentos são divididos em dez módulos, com temas voltados à convivência comunitária, associativismo e gestão produtiva, dentre outros.

Morador da vila rural Captação, em Cabrobó (PE), Avanildo Barros da Silva participou de algumas etapas de curso e destaca os benefícios da iniciativa. “Estamos adquirindo conhecimento para trabalhar melhor e para buscar recursos e apoio da prefeitura, do governo estadual e de associações. A comunidade está pensando no futuro”, observou. A meta a ser alcançada pelo Projeto é o fortalecimento, protagonismo e autonomia das famílias.

As oficinas realizadas ao longo do Projeto São Francisco já contemplaram mais de três mil pessoas nos estados de Pernambuco, Ceará e Paraíba. A formação também aborda questões como mobilização, participação social e organização comunitária; produção e sustentabilidade; relações institucionais e implementação de projetos.

No total, 623 famílias já foram reassentadas em 16 vilas produtivas nos estados de Pernambuco, Paraíba e Ceará. A inciativa do governo federal contemplará 848 famílias em 18 comunidades, com investimentos de R$ 207,53 milhões. Outras duas vilas deverão ser entregues ainda este semestre, no Ceará.

Comunicação itinerante

Além das capacitações, o Ministério da Integração Nacional também promove ciclos de Comunicação Itinerante, ação realizada em áreas urbanas nos dias de maior movimento nas cidades e em pequenas comunidades rurais. A iniciativa, criada em 2011, já atendeu mais de 13 mil pessoas em 17 municípios da área de influência do projeto.

Já os Centros de Referência, abertos a visitação, sediam apresentações sobre a execução da obra e dos programas ambientais. Interessados em conhecer mais o Projeto de Integração do Rio São Francisco podem agendar uma visita a esses centros, localizados nos municípios de Custódia e Salgueiro, em Pernambuco. O contato para mais informações é a Ouvidoria da Integração Nacional (0800 610021).

Sobre o empreendimento

O Projeto de Integração do Rio São Francisco é a maior obra de infraestrutura para segurança hídrica em construção no país. Tem como objetivo garantir abastecimento de água regular para 390 municípios no semiárido brasileiro, onde a estiagem ocorre frequentemente. Dividido em dois eixos, Norte e Leste, o empreendimento possui canais, reservatórios, estações de bombeamento e outras estruturas ao longo de 477 quilômetros. A expectativa é beneficiar mais de 12 milhões de habitantes nos estados do Ceará, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte.

Uma das características do Projeto é a visão contemporânea de respeito aos cidadãos que tiveram de ser reassentados, às populações tradicionais, à fauna e flora da caatinga e aos bens arqueológicos. São 38 programas ambientais executados ou em execução, que representam um total de investimento de aproximadamente R$ 1 bilhão, incluído no orçamento global do empreendimento.