Proerd desenvolve trabalho preventivo em Escola de Serra Talhada

A problemática das drogas na infância e adolescência foi o tema de uma para os alunos do 5° ao 8° ano da Escola Municipal Martin Luther King Júnior, localizada Rua Antonio Alves de Oliveira, no bairro AABB, em Serra Talhada. A policial militar, Eliane Lima, falou do trabalho preventivo do Programa Educacional de Resistência às Drogas – Proerd. Confira algumas perguntas dos alunos e a resposta da palestrante:
Alunos: Porque existem drogas?
Eliane Lima: As drogas existem porque vem da natureza. Antigamente já existiam as drogas mas eram usadas para o bem: os pajés tiravam a cura das plantas. Mas as que alucinam também podem ser usadas para o mal. O ser humano transforma as plantas em drogas, exemplo, a maconha é uma plantinha que está ali sem fazer mal a ninguém, mas o homem tira para fumar para ficar doido, roubar e matar. Porque não tem Deus no coração.
Alunos: Qual perigo de fumar drogas?
Eliane Lima: Quem usa drogas não sabe o que está fazendo e acaba entrando em conflito com a polícia, a partir de 12 anos se for flagrado vai ser conduzido a delegacia, junto com o conselho tutelar e os pais. Se for adolescente vai para a Funase, onde estão aqueles menores que cometem crimes maiores.
O destino para quem usa drogas é Cadeia e Caixão. Porque cadeia? Porque quem se vicia com drogas tem que roubar para alimentar o vício. Por que mata? Porque a pessoa que precisa pagar a droga muitas vezes se transforma em um pistoleiro ou é morto pelo traficando. As bebidas e o fumo também são drogas. Tudo que a gente bebe traz consequência, o álcool traz a cirrose.
Alunos: Como se usa uma arma?
Eliane Lima: Para aprender a usar uma arma, primeiro tem que ter acima de 18 anos e o registro da arma, ou então ter então se for para um curso da polícia. Mas primeiro vocês precisam crescerem para terem posse de arma.
O Proerd foi implantado no país em 1992, pela Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, e hoje é adotado em todo o Brasil. Em Pernambuco existe há mais de 15 anos com o foco de trabalhar a prevenção para jovens em situação de risco.