Produtores rurais pernambucanos poderão renegociar dívidas

Boa notícia para os produtores rurais da região Nordeste que integram a área de atuação da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene). O Banco Central publicou a resolução nº 4591 autorizando a renegociação de dívidas de operações de custeio e investimento, contratadas de 1º de janeiro de 2012 a 31 de dezembro de 2016.

Para o secretário de Agricultura e Reforma Agrária, Nilton Mota, a medida chegou em boa hora. “Em um período de estiagem prolongada e também de chuvas excessivas em algumas regiões as perdas são inevitáveis e é muito importante conceder prazo e melhores condições aos produtores. Essa renegociação vem somar ao conjunto de medidas que o governador Paulo Câmara vem adotando para fortalecer a agropecuária pernambucana”, pontuou.

De acordo com a resolução, os interessados devem formalizar a renegociação até 29 de dezembro deste ano. A primeira parcela poderá ser paga até 2021 e o prazo final é até 2030. A decisão é válida apenas para os municípios em situação de emergência ou estado de calamidade pública causados por fenômenos climáticos, com reconhecimento pelo Ministério da Integração Nacional.