Presidente do Serra Talhada FC sofre várias agressões durante confusão de torcedores no Pereirão

briga de torcida
A partida entre o Serra Talhada e o Campinense-PB, nesse domingo (30), acabou numa confusão generalizada nas arquibancadas no estádio Pereirão, no bairro Várzea em Serra Talhada.

De acordo com a polícia, no final do jogo, por volta das 18h00, a torcida organizada do time paraibano partiu para agredir torcedores do Cangaceiro, forçando Policiais Militares do 14° BPM que estavam de serviço no Estádio a intervir com tiros de borracha e bombas de efeito moral.

O acusado Felipe Augusto Almeida Cavalcante, 29 anos, solteiro, autônomo, residente no bairro Liberdade, Campina Grande-PB  informou informou que havia sido agredido com uma cuspida no rosto, dando início a uma discussão entre ele e em seguida uma confusão generalizada, contudo,  o outro torcedor não foi localizado.

Durante a confusão, o presidente do Serra Talhada, José Raimundo Filho, que também é vereador e secretário de Esportes, tentava acalmar os ânimos dos torcedores mais exaltados quando foi agredido por dois torcedores do Campinense com um soco no rosto e chutes na barriga. Zé Raimundo também foi atingido por uma pedra nas costas arremessada pelo paraibano Douglas dos Santos Zeferino, de 22 anos. O jogador do Serra, Danilo Barbosa, também foi vitima da fúria da torcida do Campinense.

Três torcedores do Campinense foram levados para Delegacia de Polícia onde serão punidos de acordo com o Estatuto do Torcedor. O presidente José Raimundo Filho foi encaminhado para o Hospam onde realizou exame de corpo de delito e passa bem. A partida terminou com a vitória do Serra Talhada por 1 X 0 em cima do Campinense.

Assista ao vídeo do cinegrafista Nilson Senna:

Confira os jogos do fim de semana dos times pernambucanos no campeonato brasileiro: