Prefeitura de Afogados é acusada de usar recursos vinculados à iluminação para outras despesas

A prefeitura Municipal de Afogados da Ingazeira está sendo acusada de aplicar em outras despesas, os recursos arrecadados para o custeio da iluminação. De acordo com o advogado José Célio Ernesto Júnior, ao longo de 4 anos, o Município arrecadou R$ 3.299.258,38 a título de COSIP, enquanto a despesa com iluminação pública foi de apenas R$ 1.824.773,66. Somente em 2016, o superávit foi de R$ 1.111.495,38, entre o valor arrecadado e o custo do serviço de iluminação pública.

Segundo consta no teor do processo, o prefeito José Patriota aplicou irregularmente a verba pública decorrente da contribuição do custeio do serviço de iluminação pública, sendo a maior parte dos recursos gastos em prédios públicos. O montante aplicado de forma irregular chegou a R$ 1.876.362,81, no período de 2013 a 2016.
Diz no processo, que a prefeitura está pagando o consumo de energia elétrica de todos os prédios públicos municipais, e até mesmo de prédios públicos estaduais, considerando a conduta ímproba e lesiva ao erário e aos princípios da Administração Pública. O expediente pode configurar improbidade administrativa. (Itamar França)

3 comentários

  • Rilda Ângela

    Bom dia! Diante da notícia ficamos tristes, por que o povo afogadense está sendo mais uma vez enganados por falsos políticos que só pensam no seu bem. Sem usar a transparência dos recursos, acabam se beneficiando.

  • Rilda Ângela

    Bom dia! Denúncia. A Escola Municipal Ana Melo está abandonada pelo poder público. Diante da gravidade podemos dizer: com falta de arejamento e ventilação os ventiladores, que são poucos em cada sala não dão conta da temperatura do ambiente, assim chegam a pegar fogo. Já pedimos Arcondicionado, mas alegam falta de condições. Se tem recursos para festas e praças. Por que para educação não tem? Em outras cidades, como Sertânia as escolas municipais já são climatizadas. No entanto reafirmo problemas de doenças, de alunos e professores, como eu tenho fibromialgia, enchaqueca crônica, além de pressão alta e outros… o que dificulta o ensino aprendizagem, sofremos bastante pedimos Socorro. Obrigada… Não

  • Rilda Ângela

    Denúncia! A Escola Ana Melo de Afogados da Ingazeira, nega a seus alunos e professores materiais básicos para as atividades pedagógicas. Pedi explicações dos recursos da UEX dinheiro do PDDE – governo federal…. em resumo a equipe não presta conta de forma transparente, uma vez que o conselho não atua. A Transparência é um dos princípios da Constituição Federal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *