Prefeito de Serra Talhada cede pressão da vereadora mais votada e mantém filha na secretaria de saúde. Educação e Cultura estão na berlinda

O prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque (PT) admitiu redução e até fusão de pastas mas garantiu a permanência do secretário de Desenvolvimento Social, Josenildo Barbosa, Cibele, na pasta de Finanças e a Secretaria de Saúde Márcia Conrado. O restante teve os contratos encerrados em 31 de dezembro e estão na berlinda.

Alguns governistas deram como certa a saída de Márcia Conrado e inclusive arriscam o nome do possível substituto, Dr. Dilson Gomes, ex- diretor da UPAE. O assunto não soou bem nos ouvido da vereadora Alice Conrado (mãe de Márcia) e da família do Ex Vereador Izivaldo Conrado, Tia Alice como ficou conhecida na campanha foi eleita a mais votada da Câmara com 2.029 votos e teve a pressão “fica Márcia”. CLIQUE AQUI E RELEMBRE: Rumores da saída de Márcia Conrado na secretaria de saúde de ST gera inquietação entre governistas

“Estamos construindo um formato (prazo para o anúncio), eu já vou apresentar uma reforma na secretaria de Educação, ou seja, pra cada pasta a gente ter um formato diferente e a gente está aproveitando o momento, aquilo que a gente não conseguiu acertar, vamos acertar a partir de agora”, Disse Duque em entrevista ao Farol de Notícias.

Nos bastidores, são cada vez maiores os comentários em torno de uma possível extinção das secretarias de Cultura e Mulher (embora a secretária Mônica Cabral disse em entrevista recente que a extinção da secretaria da Mulher seria “especulação”, no entanto ela pode se tornar uma auxiliar do secretário Josenildo André.

No caso da cultura, o secretário Anildomá Souza (Domá), que já está dando expediente na Casa da Cultura, pode ser nomeado presidente da Fundação Cultural de Serra Talhada. Ele falou essa semana em nome do equipamento afirmando que vai ficar ainda mais forte com a restruturação após a saída do escritor Tarcísio Rodrigues da presidência.

SECRETARIADO – O caso de Serra Talhada é parecido com o  de Flores, onde o prefeito Marconi Santana (PSB), empossado no último domingo, ainda não divulgou oficialmente, nenhum nome que ocupará as pastas de 1º escalão de seu governo.

O artigo 37 da Constituição Federal de 1988, entre outras obrigações determina que a administração pública direta e indireta de qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios obedecerá ao princípio da PUBLICIDADE. E este princípio reveste-se na obrigatoriedade de divulgação dos atos da Administração Pública, com o objetivo de permitir seu conhecimento e controle pelos órgãos estatais competentes e por toda a sociedade.