Prefeita de Flores participa de reinauguração da rodoviária de Serra Talhada e solicita estrada de Fátima

A prefeita Soraya Morioka participou da solenidade de reinauguração do Terminal Rodoviário de Serra Talhada, presidida pelo secretário de Transportes do Estado, Sebastião Oliveira, na manhã deste sábado (7) e cobrou do Secretário o asfaltamento da PE que liga Flores a Fátima.

SorayaSerraTalhada_2

A prefeita de Flores, Soraya Morioka, esteve acompanhada do presidente da Câmara de Vereadores de Flores, Onofre de Souza, além dos vereadores: Nezinho de Fátima, Raelzinho de Fátima, Izidório de São João dos Leites, e das lideranças Dema de Fátima Beto de São João dos Leites. Na ocasião, Soraya e os vereadores reiteraram a solicitação junto ao Secretário Sebastião Oliveira, agilidade para o início da execução do asfaltamento da PE que liga Flores ao distrito de Fátima. Em resposta, Sebastião prometeu que até o dia 22 de maio será dada a Ordem de Serviço.

SorayaSerraTalhada_1

O ato de reinauguração do equipamento construído na década de 70 não contou com as presenças do governador Paulo Câmara, como havia sido anunciado anteriormente, nem do pré-candidato do partido, Dr. Fonseca e do seu principal aliado, o ex-prefeito Carlos Evandro.

O secretário Sebá não deu ouvidos aos questionamentos da população quanto a reforma/pintura “incompleta” e o valor gasto de mais de R$ 1,2 milhão, pelo contrário, apontou pontos positivos da obra do Terminal, como acessibilidade, ampliação de plataformas, construção de novas bilheterias e sanitários, readequação da área comercial e das partes elétrica e hidráulica, novos guichês e restaurante, ampliação do estacionamento, além da implantação do monitoramento por meio do Circuito Fechado de TV (CFTV), rede wifi, nada que justifique chamar de ‘nova rodoviária’ que leva o nome de Zizina Andrada, avó de Sebastião Oliveira.

Quanto a ausência do pré-candidato oficial do partido, Dr. Fonseca, a cúpula do PR local minimizou ao CADERNO1 dizendo que sua ausência se dar por questões pessoais. Mas a foto dele estava lá, ao lado de Sebá, próximo ao palco onde acontecia a inauguração.

As opiniões de dividem, nas redes sociais o usuário Adelmo Santos escreveu: “Feito em 1974 quando a população de Serra Talhada era menos de 40 mil habitantes, o terminal rodoviário continua do mesmo tamanho de antes, com a cidade tendo quase 100 mil habitantes. O tempo passou o terminal rodoviário não acompanhou, é um verdadeiro exemplo que nele o tempo parou, o terminal rodoviário de Serra Talhada é o museu do momento que está simbolizando como “A Parada Do Tempo”.

In loco, Francisco Carlos, do jornal A Jornada conversou com o Seu Agamenon, taxista há 25 anos na rodoviária de Serra Talhada. Com a experiência de quem acompanhou o antes e o depois da reforma disse que ficou satisfeito com o trabalho, até porque foi realizada uma pesquisa antes para saber da população e permissionários se o prédio deveria ser reformado ou construído em outro local e segundo ele, a maioria escolheu que permanecesse no bairro São Cristóvão.

O Terminal de Serra Talhada oferece 24 linhas de ônibus. Os principais destinos são Recife, Petrolina, Campina Grande e São Paulo, com capacidade para atender cinco mil passageiros por mês.