Por cinco votos a dois, TSE abre ação que pede cassação da presidenta Dilma e Temer

Conforme já era esperado, na noite desta terça, o plenário do TSE impôs um grande revés ao governo Dilma ao confirmar a abertura de  uma investigação da campanha de Dilma e Temer, em 2014. É a primeira vez que a corte abre uma Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (Aime) contra um presidente empossado.

Segundo o blog do Jamildo, com decisão desta terça-feira, Ministério Público Federal, que era inicialmente contra conforme havia informado Rodrigo Janot, agora tem autorização para investigar suspeitas de irregularidades e suposto abuso de poder na campanha presidencial do PT.

Nesta mesma terça-feira, Dilma teve outra notícia negativa: apesar de ter dado vários ministério ao PMDB, o governo Dilma não conseguiu realizar a sessão que analisaria os vetos de Dilma a projetos que elevam gastos públicos, propostos pelos deputado federais.

Nesta quarta-feira, Dilma tem ainda o TCU (Tribunal de Contas da União) pela frente. O TCU pode votar nesta quarta pela rejeição das contas da presidente, aumentando a pressão por sua saída do governo.