Policias Militares de Belém do São Francisco e Floresta são obrigados a trabalhar por quase 18 horas

A redação do Bahia noticias recebeu a denúncia que policiais militares que atuam em Belém do São Francisco e Floresta estão cumprindo regimes abusivos chegando a trabalhar expediente com 18 horas de atuação.
O jornalismo investigativo decidiu ir mais adentro dos fatos e descobriu que o regime abusivo de horas de trabalho estaria sendo imposto pelo o comando da 1 CIPM de Belém, o Major Andre Luiz por ordem da SDS/Governo do Estado.
O expediente inclui a execução de rondas de policiamento preventivo,abordagens a veículos e apenas alguns poucos minutos para as refeiçoes. Não bastasse a quantidade de horas os policiais ainda enfrentam condições presarias de trabalho, que incluem falta de colchão nos alojamentos, boa partes dos Pms são obrigados a dormi no chão, viaturas e motocicletas danificadas e sem condições de uso e oferecendo graves riscos a segurança dos agentes.
Os policiais tendo apenas 30 minutos para refeição e sem tempo para tomar banho ou descansar apos o almoço e ainda passa por constrangimento e humilhação. O polemico caso ilustra a realidade de centenas de policiais militares de todo o pais que dedicam e arriscam suas vidas e de familiares na defesa da segurança publica e da sociedade enquanto sofrem diversos tipos de coação e formas de abuso de autoridade por superiores na escala hierárquica da policia.

Além disso, a população reclama que o capitão Jackson foi transferido para Petrolina, ele que impunha respeito e era temido pela bandidagem.