Pesquisa revela que mulheres se sentem insultadas quando são chamadas de ‘gostosas’ mas homens acham que estão elogiando

Uma pesquisa do instituto Data Popular confirmou o que, no fundo, todo mundo já sentia: 89% das mulheres se sentem insultadas quando são chamadas de “gostosas” por desconhecidos. Reconhecidos galanteadores ouvidos pelo EXTRA foram além, e afirmam que, além de grosseira, a abordagem é a receita do fracasso.

Para entender o que representa 89% das mulheres se sentindo insultadas, basta pensar que, se um homem tentar chamar cem mulheres de gostosas, só 11 ficarão felizes. A abordagem, no entanto, ainda é comum nas ruas. A mesma pesquisa mostrou que 41% dos homens acham que isso é um elogio. Por exemplo na obra de Deni Jacinto, encarregado pela construção de um prédio no Recreio. Lá não faltam exemplos de pedreiros dispostos a soltar o grito de “gostosa”.

Mas há uma parcela de mulheres que aprova o comentário. Entre elas, estão Alessandra Mattos, rainha de bateria da Inocentes de Belford Roxo, e a Mulher Melão. ela acha um elogio, diz que sente a autoestima sendo elevada quando escutam um “gostooosa” na rua. Só não pode ser agressivo demais.

A Psicologia também consegue explicar o porquê de tamanha rejeição quando o assunto é o grito de gostosa. Segundo Priscila Gasparini, especializada em Psicanálise, a mulher é mais instrumental. Ou seja, ela prefere uma abordagem mais sensorial do que o homem, que, segundo ela, escolhe sua companheira mais pelo lado visual: O corpo bonito é que chama a atenção do homem, enquanto a mulher não gosta de ser abordada pelo cunho sexual. Elas gostam de papo.