Oposição de São José do Belmonte investiga gastos com diárias e combustíveis, fornecimento de merenda escolar e favorecimento político

belmonte

Várias denúncias devem ser tratadas na sessão desta segunda-feira (09), na Câmara de Vereadores de São José do Belmonte, no Sertão.

A oposição do município investiga uma empresa de gêneros alimentícios do agreste do Estado, sem fachada, para onde a Prefeitura já teria destinado mais de R$ 3 milhões desde 2013 referentes a merenda escolar.

O município de São José do Belmonte, fala em crise, mais de acordo com levantamento feito até outubro deste ano, entre 2014 e 2015, o município já recebeu o valor de R$ 3.788.744,73, oriundos do FPM e ICMS. Confira:
2014 – R$ 31.082.654,92.
2015 – R$ 34.871.399,65.

Ainda de acordo com consulta no sistema Sagres do Tribunal de Contas, os gastos com Diárias do Prefeito Marcelo Pereira  (PR) já chegam a R$ 17.959,07 em 2015.

2014 – R$ 22.741,17
2013 – R$ 5.800,00
No caso de despesas com Combustíveis no município de São José do Belmonte, existe aproximadamente 08 empenhos com valor R$ 2.131.275,00 – sendo que valor pago tria sido de aproximadamente 638 Mil. Veja o levantamento:
2012 – R$ 785.308,80
2013 – R$ 862.970,16
2014 – R$1.240.541,11
2015 – R$2.131.275,00

 

O município de São José do Belmonte também já empenhou para a Sedenge Servicos de Engenharia, empresa do ex-prefeito e atual Deputado Estadual Rogério Leão, o valor de R$ 1.744.598,27. Leão é padrinho político de Marcelo. Mas a empresa não estaria mais prestando serviço ao município.

E por último, a suspensão do concurso público devido indícios de fraudes. A empresa que ganhou a licitação não teria alvará. A justiça acatou a ação no último dia 30, mas a Prefeitura será notificada nesta sexta-feira (05).

O blog aguarda uma nota da Prefeitura para explicar todas estas denúncias para a população.