Mototaxistas de Afogados da Ingazeira recuam de protesto que iriam fazer cobrando fiscalização da Prefeitura

O presidente da associação de mototaxistas do município, Mário Martins, convenceu a categoria a recuar da manifestação que iria fazer na quarta-feira (08), em frente ao sinal da Avenida Manoel Borba, cruzamento com a Rua Barão de Lucena.

Os mototaxistas estão insatisfeitos com a falta de fiscalização da Prefeitura Municipal. Eles alegam que cumprem diversas regras para manterem a permissão de trabalho, custearam a padronização da motocicleta, equipamentos e fizeram cursos.

Mas o presidente disse que primeiro muitos deles devem regularizar a situação para depois protestar, pois muitos anda utilizam placa amarela e outros são clandestinos.

Um mototaxista regularizado que não quis se identificar disse ao blogueiro Itamar Franca que o poder público não tem feito sua parte para inibir os profissionais que trabalham de forma ilegal. Eles denunciam a falta de blitz nos bairros, o que acaba permitindo o trabalho informal e ilegal. Ele denuncia que há conchave político e cobrou que o poder público vá para as ruas com a Polícia Militar e a Guarda Municipal para cumprir a lei.