Moradores de Mirandiba, Iguaraci e outros municípios de sertão são vítimas da seca e do poder público

Ações dos governos federal e estadual que deveriam vir em apoio as mais de 5 mil famílias vítimas da pior seca dos últimos 50 anos em 48 muncípios do semiárido não tem desempenhado suas funções. É o caso da implantação de 144 sistemas de abastecimento de água, ação dos porgrama àgua para Todos lançado em setebro de 2013.

Porém, de acordo com o jornal Diário de Pernambuco, o projeto já está com um ano de atraso de sua conclusão porque as verbas não chegaram aos destinos, devido a uma dívida de mais de R$ 47 milhões. Em Pernambuco a resposabilidade do repasse é da Sudenee Codevasf.

O prefeito de Mirandiba, Bartolomeu Carvalho (PR), conta que cerca de 300 famílias já estariam sendo beneficiadas caso o programa estivesse sido instalado dentro do prazo. A situação foi agravada com o colapso da barragem do Juá e outras da redondeza.

A mesma situação ocorre na barragem do Rosário, em Iguaraci. Com cerca de 1% do principal manancial do município, a água acaba este mês. Com atraso nos três programas devido as dívidas da Autarquias federais com os municípios pernambucanos, estes dependem da forma mais arcaica de abastecimento; O carro pipa.