Justiça expede mandado de prisão de envolvidos no assalto a loja de celular após 15 dias, tempo de um deles fugir

Foto: Nayn Netto

Foto: Nayn Netto

 

A prisão preventiva de Adriano Muniz e Ednei Sintra, ambos de 18 anos foi decretada pela Justiça nessa quarta-feira (4), duas semanas após o crime ocorrido no dia 21 de outubro em uma loja de celular em Serra Talhada, no Sertão.

A Polícia Civil cumpriu o mandado na manhã desta quinta-feira (5) no bairro São Cristóvão, mas só encontrou Ednei Sintra, já que o comparsa Adriano Muniz fugiu para São Paulo por orientação do advogado.

O menor de 16 anos, que portava uma pistola, modelo Winchester 22 na hora do roubo continua solto. A Polícia Civil aguarda a decisão da Justiça. Ednei foi encaminhado nesta tarde à cadeia pública da cidade.

A Polícia Militar cumpriu a parte dela e efetuou as prisões antes de completar 24 horas e recuperar os celulares e tablet’s levados. A civil também, já que o delegado Washington Monteiro solicitou as prisões no mesmo dia do crime.