Índice de infestação do mosquito transmissor das arboviroses é reduzido em 75,71% no município de Flores

Último Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegipty, constatou que o município de Flores reduziu de 14% para 3,4% a incidência.

MutirãoLimpezaSítioNunes_5
A Vigilância de Endemias do município de Flores ganhou destaque na XI GERES – Gerência Regional de Saúde, de Serra Talhada, após o LIRAa – Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegipty (LIRAa), realizado no período de 9 a 13 de março, que constatou que o município de Flores reduziu em 75,71% os focos do mosquito transmissor da Dengue, da Zika e da Chikungunya.
A secretária de saúde, Dr.ª Valéria Medeiros parabenizou os Agentes de Endemias, afirmando: “Nossos mutirões de combate ao mosquito transmissor e nossas campanhas de educação, realizados em todo o município, somados a ajuda importantíssima de toda a população, nos deram esse fruto que beneficia a todos nós”.

A administração atingiu nota 97,5% no índice de desempenho na Atenção Primária

De acordo com os resultados do PEFAP – Programa Estadual de Fortalecimento de Atenção Primária, anunciados pela XI GERES, de Serra Talhada, na manhã desta quarta-feira (16), na Sala das Sessões da Câmara de Vereadores, a Secretaria de Saúde do município de Flores atingiu nota 97,5% no índice de desempenho, relativo ao segundo semestre de 2015.

 

O PEFAP – Programa Estadual de Fortalecimento de Atenção Primária, analisa as ações dos municípios e das Gerências Regionais de Saúde, acompanhando a implantação de novos serviços de saúde, principalmente as Equipes de Saúde da Família (ESF), Equipes de Saúde Bucal (ESB) e Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF).

 

O município de Flores, na atual gestão, obteve números satisfatórios, demonstrando os seguintes resultados nos últimos três anos:

 

2013:

1º semestre: 92,5%

2º semestre: 85%

2014:

1º semestre: 92,5%

2º semestre: 90%

2015:

1º semestre: 95%

2º semestre: 97,5%

E Técnico de Enfermagem, Enfermeira e equipe do Mãe Coruja, da Secretaria de Saúde de Flores, promoveram palestras para um público de gestantes no Posto de Saúde do povoado do Saco do Romão, sobre os cuidados que se deve tomar na prevenção e combate ao mosquito transmissor da Dengue, Chicungunya e da Zika.

 

As orientações versaram sobre as seqüelas que o vírus da Zika pode acarretar nos bebês em fase fetal e os cuidados que as gestantes devem tomar nesse período.

Reunião_USF_SacoRomão_Aedesaegypti_1