Guardas municipais de Serra Talhada enfrentam rotina de estresse e sobrecarga de trabalho após reeleição de Duque

Um guarda municipal de Serra Talhada, que não pode se identificar, confirmou que após as eleições passou a trabalhar 48 horas ininterruptas para 72 horas de descanso. Detalhe, a responsável pela repartição do plantão não queria permitir nem o intervalo para a refeição na residência do mesmo.

A nova escala de trabalho passou a valer após a reeleição do atual prefeito Luciano Duque (PT), coincidentemente após algumas demissões para ajustar a “máquina inchada” e cumprir a lei de responsabilidade fiscal. A situação gera estresse e pode ser alvo de investigação do Ministério do Trabalho.

guarda-municipal

Criada na gestão do governo Augusto César (1993-1996) a Guarda Municipal de Serra Talhada vive um dos momentos mais críticos  desde a sua fundação. Um dos principais objetivos da guarda é zelar e ajudar na preservação do patrimônio público, entre  eles, praças, escolas, postos de saúde. Esperamos uma resposta para esta denúncia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *