GATI (Agreste e Sertão) entrega jornada extra e Caça Homicidas deixa de atuar em protesto ao governo de Pernambuco

O descaso do governo do estado de Pernambuco com a segurança trouxe mais consequências. Policiais Militares do GATI (Grupo Tático Intinerante) do Dinter I e II (Agreste e Sertão) entregaram o programa de jornada extra (Pjes) argumentando que não aguentavam mais a sobrecarga de trabalho, resultado menos policias nas ruas, pois não há efetivo suficiente.

Para piorar, a equipe do Caça Homicidas não tem mais interesse em atuar como polícia especializada, sem condições de trabalho e remuneração baixa. Os colegas Jailma Barbosa e Tomás Alves da TV Jornal Interior conversaram com Lenildo Júnior da Associação de Cabos e Soldados. Assista: