Familiares, vereadores e população se despedem do vereador Cição em sessão solene na Câmara

Fotos: Leidiane Rodrigues

Fotos: Leidiane Rodrigues

O auditório da Câmara de Vereadores de Serra Talhada (CMST) esteve lotado durante todo o tempo da sessão solene que a casa realizou ontem em homenagem ao vereador Cícero Fernandes, Cição, que foi brutalmente assassinado nessa quinta (12). Autoridades políticas e policiais estiveram presentes, assim como familiares do vereador e a população que aproveitou o ato para prestar suas últimas homenagens.

A emoção esteve presente nos olhares e nas falas de cada presente, a maioria perplexa com o acontecimento. O caderno 1 registrou o momento.

Sessão-homenagem-a-cicão-680x250
O corpo seguira no auditório da câmara até as 14h, devendo ser levado em seguida para a cidade de São José do Belmonte, também localizada no Sertão do Estado, aonde será sepultado. A CMST disponibilizou transporte gratuito para aqueles que quiserem comparecer ao sepultamento.

Confira abaixo depoimentos de colegas, familiares e amigos de Cícero Fernandes.

SINÉZIO RODRIGUES

O poder legislativo nunca mais será o mesmo sem o vereador Cícero
Fernandes
”, disse o vereador Sinézio Rodrigues.

GILSON PEREIRA

Cição não era somente amigo do vereador Gilson Pereira, ou do advogado Gilson Pereira, mas da pessoa Gilson Pereira”. Contou Gilson dizendo que embora se desse muito bem com o vereador, grande parte do relacionamento aconteceu no poder legislativo. “Cícero Fernandes fez uma longa viagem de trem, passou por diversos vagões e desembarca, não como bandido, mas como militar, como um homem da justiça que
pode inclusive ter perdido sua vida pelos ossos do ofício
”, completou Gilson.

Eu gosto de ordem, eu gosto de norma. A verdade é uma velha carrancuda que muita gente não gosta de ouvir. Sou advogado dos militares e se morresse morreria feliz” disse Gilson.

MANOEL ENFERMEIRO

Éramos os três negros que representávamos esta casa, eu negro, você negrinho e ele negrão, como o mesmo dizia. Vamos levar isso até o dia de nossa morte. Não tenho condições de falar mais nada” disse Manoel Enfermeiro.

PINHEIRO DO SÃO MIGUEL
Ele deixa aqui uma coluna que vai demorar ser preenchida. Mas vamos continuar sua luta que era a de pedir melhorias para o Bairro do IPSEP, onde morou e pelo qual defendeu aqui quando parlamentar”.

REPRESENTANTE DO 14º

É com pesar que neste momento nos despedimos do companheiro. Que o Deus todos poderoso dê forças para os seus familiares e amigos, em nome do 14º Batalhão, agradecemos por esta homenagem realizada nesta casa

DEDINHA INÁCIO
Dona Gláucia (esposa de Cição), não posso deixar de relatar que na última sessão, quando sentamos lado a lado, ele por mais de uma vez mostrou sua foto na tela do seu aparelho celular e disse que a senhora era a mulher da vida dele”, disse Dedinha que na sequencia rezou “O pai nossa” e a “Ave Maria”.

ZÉ RAIMUNDO

Venho na condição da UVP (União dos Vereadores de Pernambuco), venho dizer do excelente relacionamento que tivemos com o companheiro Cícero Fernandes, do qual nos despedidos neste momento. Precisamos externar que vivemos momentos de alegria ao seu lado, assim como precisamos dizer da sua atuação como parlamentar” frisou Zé Raimundo.

Sessão-cmst-03-547x365

GEORGE Leão ( filho de Cícero Fernandes)

Difícil dizer o que estou sentindo, só tenho que agradecer. Está sendo difícil e será ainda mais difícil a partir de amanhã, não ter sua presença e sua conversa. Mas pretendo levar adiante os seus projeto de ajudar ao próximo sem olhar a aquém”.