Direção da Autarquia Educacional de Serra Talhada questiona nota baixa do MEC e aponta avanços

A Presidente Eliane Cordeiro da Autarquia Educacional de Serra Talhada- AESET concedeu uma coletiva de imprensa na manhã desta quarta-feira 20, na sede da instituição, com a participação de diretores da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais de Serra Talhada- FACHUSST, Faculdade de Ciências da Saúde de Serra Talhada-FACISST, Faculdade de Formação de Professores de Serra Talhada-FAFOPST.

De acordo com Eliane, a nota do ENADE (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes) divulgada não  é atual, sendo dados antigos, o ICG (Índice Geral de Cursos) referente a Faculdade de Formação de Professores de Serra Talhada (Fafopst) corresponde a última avaliação do MEC em 2014.

De acordo com o Farol de Notícias,  a gestora apontou melhorias na instituição desde que assumiu a autarquia. “Eu fui nomeada a diretoria em 2013 e logo fui chamada pelo Conselho Estadual de Educação, que é a quem as autarquias respondem, para serem apontadas as irregularidades da Aeset. Em 2014 foi a última avaliação de Enade da Fafopst, ao qual corresponde essa nota 2. O Enade acontece de 3 em 3 anos, fomos avaliados este ano e o resultado sai em 2018. A nota 3 que conquistamos é em relação a Faculdade de Ciências da Saúde de Serra Talhada (Fachusst)”, afirmou.

também foi divulgado durante a coletiva que m 2014 a Aeset tinha apenas 8% (cinco docentes) do quadro de professores concursados, já em 2017 fechou o ano com 75% concursados (cerca de 42 professores). “Atualmente temos cerca de 40 mestres, doutores ou em cursando a pós-graduação. Criamos o plano de cargos e salários, fizemos a parte de acessibilidade, trocamos todas as cadeiras e colocamos uma subestação de energia para resolver os problemas de instalação nos prédios antigos”, pontuou.

Para a finalização da coletiva foi apresentado os seguintes conceitos das faculdades que compõem a AESET, veja:

2014 FAFOPST C: 2;

2015 FACISST C: 2;

2016 FACHUSST C: 3.