Continua faltando soro antiofídico no Hospam e segurança para quem precisa em Serra Talhada

Mais uma pessoa mordida por cobra e não tem vacina na cidade de Serra Talhada e teve que ser levado às pressas para Caruaru. Isso porque o governo continua se mandar recursos para adquirir doses do soro antiofídico.

“Eu uso a rede pública de saúde e posso falar. É um verdadeiro descaso no Hospam”, diz um internauta.

O Estado está sucateado, o governador deveria ter feito uma lista das prioridades. Tanto na Saúde como na Segurança Pública, não foi a tôa que Serra Talhada que Serra Talhada já registrou mais de 30 homicídios este ano. Era de se esperar quando a SDS transferiu para região metropolitana o Capitão Costa Brito que impunha respeito na cidade e tirou policiais operacionais de circulação acusando-os de pertencer a grupos de extermínio.

“Outro dia acompanhei um flagrante meia noite não tinha delegado de plantão. Teria que levar para Salgueiro, a cidade mais próxima que tinha delegado, nem tinha em Triunfo, nem Santa Cruz. Os policiais tanto civis como militares, são herói trabalhando na situação que estão. Tiro meu chapéu para eles”, opina um oficial experiente em segurança pública.

O governo retira delegados das cidades do interior para centralizar na capital. Eles ficam acumulando várias delegacias e recebem uma gratificação irrisória de R$ 400,00.