Conselho Tutelar de Serra Talhada denuncia corte federal que pode acabar com programas assistenciais como CRAS e CREAS

O Conselho Tutelar de Serra Talhada, por seus representantes, emitiu nota para externar o corte proposto pelo Governo Federal no orçamento do Sistema Único da Assistência Social em 98% para o ano de 2018.

“Isso representa um desmonte do sistema que irá impactar na extinção de vários programas da Assistência Social como os Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e os Centros de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), que são responsáveis em atender famílias em diversas situações e são fundamentais para a manutenção dos serviços oferecidos na área da criança e adolescente” afirma.

Caso esse orçamento seja aprovado no congresso nacional as desigualdades sociais irão aumentar significativamente resultando em um verdadeiro retrocesso, diante dessa perspectiva este Conselho vem se solidarizar aos profissionais do SUAS.

“O SUAS é muito importante porque mantém e preserva toda uma rede de proteção social. Aqueles que na sua trajetória de vida não tiveram acesso à construção de sua cidadania precisam do Sistema. Estamos falando aqui de pessoas em situação de vulnerabilidade social que são atendidas pelos CRAS, CREAS, Núcleos de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, dentre outras ações, programas e projetos. O governo do presidente Temer quer acabar com tudo isso. Não podemos permitir”, disse o deputado Danilo Cabral (PSB).

SUAS – Garantido pela Lei 12.435/2011, o Sistema Único de Assistência Social está organizado de forma descentralizada e participativa, nos níveis federal, estadual e municipal. Atende e protege famílias, crianças, adolescentes, jovens, pessoas com deficiência, idosos, população em situação de rua, mulheres em situação de violência, dentre outros grupos vulneráveis socialmente. Integram o SUAS os entes federativos, conselhos de assistência social e entidades da assistência social, constituindo uma rede articulada e complementar responsável pela gestão da assistência e proteção social em todo Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *