Câmara do Deputados impugna candidatura de Kaio Maniçoba ao cargo de primeiro secretário. Eleito ganhou “12 vezes na loteria”

O deputado federal paranaense Fernando Giacobo (PR) foi eleito hoje 1º secretário da Câmara Federal. Giacobo, que ocupava a 2ª vice-presidência da Casa não teve adversários e fez 406 votos, isso porque as candidaturas dos pernambucanos Kaio Maniçoba e Sílvio Costa ao cargo foram barradas hoje cedo pela vice presidência da casa.

kaio-maniçoba3_n

A impugnação foi devido existir um acordo para as candidaturas avulsas serem somente de parlamentares aos quais os partidos tinham “direito ao cargo por proporcionalidade” da bancada.

giacobo

Giacobo era segundo vice-presidente, eleito em fevereiro de 2015, para mandato de dois anos, e passa a ser o próximo na linha sucessória de Eduardo Cunha. Essa condição levou Giacobo a ser citado na imprensa como alvo de inquérito por crimes contra a ordem tributaria. Ele também teria se envolvido em ações sob a acusação de sequestro e carcere privado, falsidade ideológica e formação de quadrilha. Esses últimos prescreveram em 2011.

No caso das loterias, o mais curioso, ele ganhou doze vezes – somados os prêmios, recebeu R$ 134 mil. Em 2004, em entrevista à Folha de S. Paulo, o deputado atribuiu a bolada recebida à sua sorte. “Pura sorte. Juro por Deus. Eu sou um cara de muita fé”, disse.

“Rapaz, deve ter sido um mês que eu devo ter jogado bastante. Você vai lá, consulte a Caixa, manda a Polícia Federal averiguar se o jogo não é quente, aí você me liga se não for”.