Apresentador de TV em Caruaru está em coma induzido após ser vítima de bala perdida

 O jornalista Alexandre Farias, de 39 anos, foi atingido na cabeça por uma bala perdida durante um tiroteio na noite deste sábado (16) em Caruaru, no Agreste de Pernambuco. O apresentador do ABTV 2ª Edição da TV Asa Branca foi submetido a uma cirurgia durante a madrugada deste domingo (17) em um hospital particular da cidade e está em coma induzido. O estado de saúde é considerado grave.

Segundo o Hospital da Unimed, os médicos da unidade ainda não sabe precisar se o jornalista ficará com sequelas. Só com o fim do coma induzido, nas próximas 72 horas, é que se poderá avaliar as consequências do tiro.

Alexandre Farias foi baleado dentro de seu carro enquanto seguia para sua casa, no bairro do Alto do Moura, em Caruaru, no Agreste de Pernambuco. No caminho, o jornalista ficou no meio de um tiroteio entre policiais e bandidos.

Ainda durante a fuga dos suspeitos, dois socorristas do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU) que atendiam uma vítima de um acidente de trânsito, também foram atropelados pelos bandidos. Os dois socorristas foram levados para o Hospital Regional do Agreste (HRA) e não correm risco de morrer. O motorista já recebeu alta.

Alexandre foi socorrido pelo Samu para o HRA, mas foi transferido pouco depois para o Hospital da Unimed do município. Ele permanece na UTI e respira com a ajuda de aparelhos.

MARCELO REZENDE – O jornalista morreu neste sábado (16), aos 65 anos, na zona sul de São Paulo. O apresentador do Cidade Alerta da Record TV lutava contra um câncer no pâncreas e no fígado desde o final de abril. A informação foi confirmada pelo Hospital Moriah, onde estava internado desde terça-feira (12), na sexta houve falência múltipla do órgãos.

A estreia como apresentador da Globo foi no Linha Direta, em 27 de março de 1999. O programa policial que reconstituía crimes praticados por foragidos da justiça. Rezende deixou a Globo e, em 2002, foi para a Rede TV!, onde assumiu a apresentação do telejornal policial Repórter Cidadão. Em 2004, foi contratado pela Record TV, como apresentador da primeira versão do Cidade Alerta. Ficou até 2006, quando foi contratado novamente pela Rede TV! para ancorar o RedeTV!News, principal jornalístico da casa. Deixou a emissora em 2008. Dois anos depois, estreava na Band no comando do Tribunal na TV — atração nos mesmos moldes do Linha Direta.
Ainda em 2010, Rezende voltou para a Record TV, como repórter especial do Domingo Espetacular. No ano seguinte, virou apresentador do Repórter Record. Mas, em 2012, Marcelo Rezende reassumiu o comando do Cidade Alerta e, com uma dose de irreverência, mudou o jeito de fazer programa policial na televisão brasileira.
Marcelo Rezende deixa cinco filhos e uma neta, fruto dos cinco casamentos.