Após protestos de operários demitidos, Governo inicia processo para troca da Mendes Jr no Projeto São Francisco

Cerca de 1.500 operários da empresa Mendes JR realizaram na manhã desta quarta-feira (24) um protesto na BR-232, próximo ao URI, em Salgueiro.

Os manifestantes operários denunciam que ainda continuam fichados na Mendes JR, mas estão casa sem trabalhar e sem receber pagamentos. Eles querem que a empresa dê baixa na carteira do trabalho, para pelo menos receberem os benefícios previdenciários.

O fato é que os pais de família estão prejudicados pelo imbróglio envolvendo a Mendes JR e o Governo Federal nas obras do Projeto de Integração do São Francisco.

Em nota, o Ministério da Integração Nacional informou que vai abrir, a partir de 31 de outubro, consulta pública dos serviços que não foram executados pela empresa Mendes Júnior Trading S.A. nas obras do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco. Após análise das melhores alternativas para a substituição da empresa no projeto junto ao Tribunal de Contas da União (TCU), o Ministério decidiu adotar o modelo de Regime Diferenciado de Contratação (RDC) para o novo processo.

 

As construtoras que tiverem interesse em ingressar no certame licitatório poderão visitar as obras, analisar documentos técnicos e antecipar questionamentos. A consulta prévia vai dar celeridade à licitação e contribuirá para elaboração do edital que deverá ser lançado em novembro. As etapas que estavam sob a responsabilidade da Mendes Jr fazem parte do primeiro trecho (Meta 1N) do Eixo Norte. A etapa tem 140 quilômetros de extensão e compreende a captação do rio São Francisco, em Cabrobó (PE), até o reservatório Jati, em Jati (CE).

 

O processo de substituição foi iniciado após a prestadora de serviços informar ao ministério, em junho, que os problemas enfrentados no mercado para obtenção de créditos poderiam impactar a sua capacidade técnica nos dois contratos de obras firmados. Desde então, o ministério tem estudado com o órgão de controle a melhor forma de garantir que as obras do Projeto São Francisco não sofram descontinuidade.

 

O Projeto de Integração do Rio São Francisco está com 90,5% de conclusão e quando finalizado vai assegurar o abastecimento regular de 390 cidades em Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte. Serão beneficiadas 12 milhões de pessoas nesses Estados.