Ano começa com onda de furtos em casas e até Posto de Saúde além de um caso estupro em Serra Talhada

Os furtos ocorreram em quatro bairros da cidade entre segunda-feira (2) e até a sexta-feira (6). Até um posto de saúde do bairro da Malhada, que já havia sido alvo de arrombamento e furto por duas vezes, foi arrombado.

A Delegacia de Polícia Civil repassou os detalhes das ocorrências ao Farol de Notícias: na segunda (2), houve um furto a uama residência na rua Benício de Souza Ramos, no bairro Nossa Senhora da Penha. A vítima proprietária da casa disse que ladrões furtaram durante a madrugada um botijão de gás e uma TV. No dia 3, foi registrado o arrombamento e furto de um compressor odontológico dentro da UBS (Unidade Básica de Saúde) da Malhada.

Também no dia 3 foi registrado na Delegacia local o furto de R$ 220. A vítima informou que estava trabalhando em uma obra no campus da Uast/UFRPE, na fazenda Saco-Ipa, quando deu conta que alguém havia forçado o seu armário individual e retirado a quantia de sua carteira.

Já no dia 4, quatro homens armados invadiram uma casa e roubaram R$ 400 reais e celulares de uma residência no sítio Cacimba de Cima, na zona rural. Ainda, na mesma data, um eletricista foi furtado pela manhã na Concha Acústica, no Centro da cidade, quando havia deixado seu material de trabalho dentro de uma mochila amarrada com um cadeado em sua moto. O ladrão, de alguma forma, conseguiu abrir o cadeado e levar um par de luvas e equipamentos de proteção contra acidentes de trabalho.

e no dia 5, quinta, ladrões furtaram quatro folhas de um talão cheque bancário de um cliente do banco Santander. O crime ocorreu no Centro da cidade. Fechando a rodada de crimes, ainda no dia 5, a delegacia registrou um furto na rua Livino Gomes, no bairro Bom Jesus. A vítima disse que deixou a porta de casa entreaberta e saiu rapidinho. Quando retornou, sua bolsa havia desaparecido, juntamente com seus documentos, dois celulares e R$ 74.

ESTUPRO – Uma mulher de 40 anos foi vítima de estupro uma noite após o Réveillon, no bairro da Borborema na Travessa Central, em Serra Talhada. A Polícia Civil registrou o caso na última segunda-feira (2).

A vítima relatou na delegacia que havia saído de casa após separar-se do companheiro e recebeu a oferta de uma amiga para ficar morando num quarto em um prédio na localidade. Devidamente acomodada na nova casa, a mulher disse que foi surpreendida por volta das 23h30 com um homem já em cima da cama colocando um lençol em seu rosto para não ser identificado. Após a violência sexual, o agressor saiu correndo. A polícia ainda não tem pistas do suspeito.