Ambulantes são retirados das calçadas no centro de Serra Talhada e fazem protesto em frente a Prefeitura

Em Serra Talhada o plano de mobilidade urbana foi colocado em prática e a partir de agora os ambulantes precisarão ficar circulando, os comerciantes também não poderão colocar mercadorias nas calçadas. A polícia pode ser acionada. A reportagem da TV Jornal conversou com ambulantes preocupados e com o secretário de desenvolvimento econômico e turismo, Marcos Oliveira. Assista:

Insatisfeitos, dezenas de vendedores ambulantes ocuparam o prédio da Prefeitura de Serra Talhada no centro da cidade, na tentativa de forçar um diálogo com o secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcos Oliveira.

Após um diálogo, a prefeitura sugeriu que os ambulantes ficassem no centro circulando pelas ruas e até ofereceu um local no pátio da feira, mas a proposta foi recusada pelos trabalhadores.

Durante debate no programa Frequência Democrática, na rádio Vila Bela FM, os ambulantes querem uma solução definitiva como a construção de um ‘camelódromo’ para todos e a garantia de que poderão ficar nas calçadas até o final do ano, enquanto não surge uma proposta conciliadora.

“Quando (os fiscais) passaram nas bancas foi com a história do alvará e para a gente passar apenas 15 minutos e circular de novo. A gente passa duas horas parados para vender alguma coisa, imagine ficar apenas 15 minutos parado. Não vende nada. Eu não estou entendendo nada, porque querem nos tratar como qualquer um… jogados no sol. A gente precisa trabalhar porque temos contas para pagar. Precisamos ganhar dinheiro. Aqui tá parado, não tem emprego, não tem inverno: o que vamos fazer da vida?”, questionou Patrícia Silva.

Após a reunião, o secretário Marcos Oliveira ficou de apresentar as propostas ao prefeito Luciano Duque que encontra-se em viagem e, logo em seguida, voltar a dialogar com os ambulantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *