Alunos afogadenses do Projeto Cinema no Interior participam de Festival de Cinema na França e Mostra de Cinema em Portugal

Cinco alunos do projeto Cinema no Interior, são selecionados para intercâmbio cultural Brasil x França. A delegação embarca no dia 17/06, para participar do Festival de Cinema em Contis – na França; e Mostra especial Cinema no Interior – em Portugal.
Aprovado no 7o Edital de Fomento ao Audiovisual do Estado de Pernambuco, FUNCULTURA, FUNDARPE, Secretaria de Cultura do Estado, Governo de Pernambuco, o projeto Cinema no Interior, contando com o apoio do Festival Internacional de Cinema de Contis e das prefeituras Municipais de Serra Talhada, Belém do São Francisco e Afogados da Ingazeira, viabiliza a participação de 5 alunos desta V Edição do Cinema no Interior no estado de Pernambuco.
Idealizado pelo cineasta Marcos Carvalho – um dos diretores e produtores do longa-metragem “Na quadrada das águas perdidas”, realizado pela Mont Serrat Filmes – umas das produtoras de “O Gigantesco Ímã, o projeto Cinema no Interior prima pela valorização das riquezas artísticas, históricas e culturais interioranas, tendo a própria população local como principal executora do processo.
Abaixo apresentamos os alunos selecionados para participar deste intercâmbio.
A  delegação do Cinema no Interior (que embarca para Europa neste dia 17/06 ) será composta por:
Da cidade de Afogados da Ingazeira:
Alexandre Morais (Poeta, Escritor, Cordelista e ator – protagonista do
filme “A Bailarina e a moça”)
Claudio Gomes (Fotografo e um dos produtores do filme “A Bailarina e a moça”)
Alessandro Palmeira (Secretário de Cultura da cidade de Afogados da
Ingazeira, um dos roteiristas do filme “A Bailarina e a moça”)

O projeto irá publicar um DVD contendo todos os filmes produzidos, bem como um livro fotográfico apresentando o processo de realização do projeto, parte dos resultados alcançados nesta quinta edição no estado de Pernambuco.
O material produzido nesta edição fará parte de uma mostra especial que será realizada em novembro de 2015, no centro cultural BNB, na cidade de Fortaleza, numa retrospectiva do projeto Cinema no Interior em sua atuação nos nove estados do Nordeste brasileiro.