Acontece hoje a segunda votação do projeto de lei que prevê punição para quem dificultar trabalho de combate a dengue em ST

Mais de 800 casos de dengue foram notificados e e 409 confirmados em Serra Talhada, para barrar aumento das doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti, acontece na noite nesta segunda-feira (21), na Câmara de Vereadores da cidade, a segunda votação do projeto que penaliza o morador que dificultar o trabalho dos agentes de endemias.

O projeto de lei enviado pelo executivo foi aprovado por unanimidade na sessão passada. O segundo secretário da mesa diretora da Cãmara de Serra Talhada, vereador Francisco Pinheiro (PTB), acredita que o projeto será aprovado novamente e a população vai entender, do contrário, as pessoas que dificultarem o trabalho dos agentes de endemias serão obrigadas por lei a permitir a entrada deste e colaborarem com a trabalho de combate.

Já o prefeito Luciano Duque afirmou que objetivo do projeto não é punir e sim alertar o cidadão para a gravidade do problema. O secretário excutivo de saúde, Aron Lourenço, informou que além das três doenças citadas, agora sugiu a Síndrome de Guillain-Barré que pode ser provocada também pelo vírus transmitido pelo mosquito Aedes Aegypti.